top of page

Testamos o intercomunicador Lexin G2

Atualizado: 11 de mai. de 2023

Neste mês aterrissou em nosso laboratório-garagem mais um gadget muito útil para quem curte rodar de moto conversando com a garupa, o Lexin G2, mais novo lançamento da empresa norte-americana de intercomunicadores e traquitanas para motos.


Não foi por acaso que o produto chegou em nossas mãos, mas a culpa é toda de vocês que leram nosso artigo sobre o Lexin B4FM e assistiram aos vídeos sobre ele em nosso canal do YouTube. A repercussão chegou ao quartel general da marca e eles nos acharam pelo nosso cadastro de compras na loja oficial da marca no Aliexpress.



Conversa vai e conversa vem, além de perguntarem nosso real feedback sobre o produto já consagrado da marca e que havíamos comprado, acabaram por nos pedir para testar e fazer o review do G2, o dinossaurinho que lançaram recentemente.


O produto novo vem em uma apresentação impecável, com direito a papel de seda com grafismo em prata na embalagem que, quando aberta, já revela o design bem bacana do novo aparelho, que lembra uma cabeça de Tiranossauro Rex, e cujos botões foram remodelados de maneira a permitir uma melhor utilização quando você está pilotando com luvas.


O kit de acessórios para instalação que vem junto é bem completo, permitindo a fixação dos alto-falantes e microfones em qualquer tipo de capacete, aberto ou fechado, fazendo com que o som fique bem nítido ao usuário.



E, por falar em som, o áudio melhorou sensivelmente em relação ao B4FM, puxando mais um pouquinho os graves na hora que você o utiliza para ouvir as músicas de seu celular. Aliás, esse modelo permite conectar a um celular e a mais um aparelho bluetooth, como um GPS, por exemplo.


Ele permite realizar e atender ligações com uma qualidade de áudio incrível (o interlocutor raramente vai perceber que você está na moto se seu capacete for fechado, pois a redução de ruído na captação do áudio é muito potente.


Prós e contras


Acredito que o maior pró do equipamento seja o preço. Ele não custo o olho da Card... ups!... digo... da cara. Tem um preço bem razoável tratando-se de um aparelho de qualidade superior aos inúmeros equipamentos que você encontra no mercado.


No entanto, vale ressaltar um destaque interessante para ele, que já havíamos percebido no modelo B4FM que é a duração da bateria. Até agora, mesmo usando o equipamento o dia todo ligado, não conseguimos dar uma "pane seca" nele, igualzinho ao modelo anterior.


Em stand by, a bateria dura dias sem baixar. Só não tivemos ainda um tempo suficiente com ele (nem com o B4FM) para testar a durabilidade disso, isto é, quantos ciclos de carga-descarga a bateria vai suportar antes que comece a ficar "viciada".


O design é uma qualidade à parte. É um equipamento muito bonito e, diferentemente do B4FM, cujos botões ficam um pouco "invisíveis" quando você está de luva pilotando, o modelo G2 tem os botões bem pronunciados, especialmente o botão de ligar, que é do tamanho de uma moeda e fica bem ao lado do equipamento, e é com ele que você atende uma ligação telefônica ou muda do modo de intercomunicação para o modo de ouvir suas músicas no telefone.


Ainda em relação ao design, o Lexin G2 vem com diversas opções de skins coloridas para você trocar na parte de cima do aparelho, para que fique mais a seu gosto.



O botão para ativar o intercomunicador também foi para a parte de trás do gadget e seu relevo está bem alto, dando para sentir, mesmo com luvas grossas. Os botões de volume também foram para a lateral superior do G2 e ficaram bem espaçados um do outro, facilitando a vida.


Em relação aos botões de volume, encontramos um problema que pode ser resolvido com o uso constante do equipamento. Eles não são intuitivos. O botão que sobe o volume está numa posição inferior em relação ao botão que diminui o volume, que está atrás e mais alto. Num primeiro momento de teste na pista, nós achamos que tínhamos feito alguma besteira no equipamento, mas somente tínhamos abaixado todo o volume.



Outro ponto negativo em relação ao botão de volume é que, para baixar o volume, você tem que ter muita calma e ir dando toques pausados, pois se der um duplo clique, o equipamento irá entrar no modo de pareamento, buscando criar uma rede de até 6 intercomunicadores, ideal para um rolê com mais motos.


E se você segurá-lo por mais de 7 segundos, ele irá ressetar seu equipamento e perder todo pareamento já feito. Enfim, nada que uma boa leitura do manual do usuário e o costume de usá-lo não resolva.


Ponto positivo para iniciar a conversa com a garupa. Basta um único clique no botão de intercomunicação que ele já inicia o bate papo, igual ao modelo B4FM.


Uma coisa que precisa ser falada é que tanto o modelo B4FM quanto o novo G2 têm uma escala de prioridade. A preferência é sempre da ligação telefônica. Isto significa que, se você estiver em ligação, automaticamente a conversa entre os dispositivos é cortada. Depois, o nível 2 é a conversa e, por fim, a música ou áudio do GPS.


Não dá pra conversar e ouvir música ao mesmo tempo. Mas, para você que gosta de ouvir música com qualidade e não possui som na moto, os aparelhos da Lexin são uma excelente opção, mesmo para viajar sozinho.


Um pró que tem que ser mencionado, ainda que pareça óbvio, é que o aparelho é à prova d'água e o design das borrachas que envolvem a conexão do USB-C do fone faz com que tudo fique bem vedado e o conector ainda está posicionado na parte inferior, de forma a não permitir ou, ao menos, diminuir a possibilidade de que uma gota que ficasse acumulada acima do equipamento pudesse entrar na conexão.


O manual do G2 não menciona uma característica que havia no B4FM que é o compartilhamento de música entre o piloto e a garupa e, sob nosso ponto de vista, ainda que funcione, é tão melindroso o sistema de fazer isso acontecer em movimento, exigindo muitas vezes a parada no acostamento só para compartilhar a música, que talvez a Lexin tenha retirado isso do cardápio antes que alguém se acidente.


Para se ter uma ideia, nós gravamos um vídeo com o passo a passo só para essa função do Lexin B4FM em nosso canal do YouTube, de tanto que nossos assinantes tiveram dificuldades para acessar esse recurso. E confesso que nós, mesmo tendo decorado todo o processo, passamos perrengue para conseguir isso na prática.


Então, em relação ao Lexin G2, não sei dizer se o fato de não compartilhar a playlist com o garupa é um pró ou um contra.


Mas, na verdade, na maioria das vezes, quando estamos rodando juntos, minha esposa ou uma de minhas filhas e eu, nós gostamos de deixar no modo intercomunicador para ficar conversando mesmo.


Por sinal, um último ponto positivo que merece menção é o silêncio. Você não escuta nenhum ruído na intercomunicação, mesmo acima de 130 km/h. E se a conversa cessar, não precisa desligar a função de comunicação, porque você não vai ouvir nada, nenhuma estática. O sistema de redução de ruídos é muito bom. Houve momentos em que, durante o teste, paramos de conversar e eu achei que o sistema tinha desligado, mas ele estava ligado e ativo.


Claro que, em relação ao volume do equipamento, tudo vai depender da instalação dos auto-falantes o mais próximo possível do ouvido e se seu capacete é suficientemente silencioso. Aqui nós tínhamos um capacete que sofria um barulho de vento enorme quando se passava de 80km/h. Daí o problema não é o intercomunicador, mas o capacete barulhento.


Para nosso teste de campo, utilizamos os equipamentos em um capacete articulável da Harley Davidson e em um MT Helmets Blade 2, ambos silenciosos, rodando de Harley Davidson com escapamento Vance & Hines Monster, sem medo de descer a mão no acelerador.


Outro contra que precisa ser mencionado, ainda que na primeira instalação do produto eu tenha achado que o modo de encaixe do equipamento em sua base tenha sido fácil e prático, no uso nós reparamos que não é muito seguro e, dependendo da forma que você coloca seu capacete em alguma superfície, ele pode se soltar sem que você perceba.


Contudo, entre pós e contras, nós ainda preferimos muito os equipamentos da Lexin em detrimento de outras marcas famosas do mercado. Em termos de custo e benefício eles são incomparáveis. Um par de Lexin G2 ou do Lexin B4FM que ainda é vendido, chega a ser a metade do preço de um sistema Cardo usado no mercado, que tem a mesmíssima serventia.


Conclusão

Não estamos querendo dizer que o Cardo, o Sena ou outras marcas sejam piores ou melhores que os produtos da Lexin. Só estamos mostrando nossa opinião em relação a esse produto que nos surpreendeu na qualidade, justamente porque seu preço não está tão alto quanto seus concorrentes mais famosos.


Portanto, em termos de custo/benefício, talvez o Lexin G2 ou mesmo o B4FM sejam uma opção que você esteja procurando neste exato momento.


Para você, leitor do Portal Gasolina, que deseja adquirir o seu Lexin G2 com desconto especial, segue abaixo o link para a loja oficial da marca no Aliexpress, mas não se esqueça de colocar o cupom de desconto LEXING2BR na hora de finalizar a compra.


Link para a loja: https://bit.ly/lexing2


Assista também o nosso vídeo com o unboxing, instalação e teste de campo do Lexin G2 logo que ele chegou na garagem no link abaixo.






307 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page