top of page

DGR: Mais de 1000 motos em SP por uma causa nobre

Aconteceu no último dia 19 de maio, mais uma edição mundial do Distinguished Gentleman's Ride (DGR), e nós fomos para o Museu Catavento, na cidade de São Paulo, para acompanhar a chegada e partida para o rolê dos pilotos mais elegantes do planeta.


DGR em São Paulo

As motos clássicas, vintages e estilosas começaram a se juntar desde cedo no estacionamento do antigo Palácio das Indústrias (que hoje abriga um museu científico e cultural Catavento), e antes das 9h45, horário determinado para início do passeio, já dava pra se perder entre as mais de 1200 máquinas espalhadas pelo local.


Dos mais diferentes estilos, encontramos no local motos clássicas, customs, scooters (antigos e novos), Mobylettes e até os patinetes motorizados da década de 80, os Walk Machines, além dos pilotos e garupas, em vestes elegantes, tudo para ajudar a conscientizar e arrecadar donativos para uma causa importante: a saúde masculina.


DGR: um encontro de gente bonita


Sem dúvida alguma, o DGR é um passeio que reúne muita gente estilosa e, em virtude da vibe do rolê, atrai também aqueles que são conhecidos no meio das motos. Nós nos encontramos com uma galera que já apareceu aqui em nossas páginas, como Gui Foster, Missi Monteiro, o Ton e a Nay, do Destino Incerto, Bruna Wladyka, que veio do Paraná para curtir a vibe em São Paulo, entre outros.


DGR em São Paulo

É bem possível que o DGR seja um dos eventos de motos mais interessantes do ponto de vista estético no mundo todo, e não só pelos trajes dos participantes, mas pela própria presença de motos clássicas e vintages que, por si só, são belas desde sua fabricação.


DGR em São Paulo

Inúmeras Vespas, Hondas antigas, clássicas europeias e motos americanas desfilaram pelas ruas de São Paulo, do Museu Catavento, passando pela famosa Ponte Estaiada, até o Rockwheels Kustom Bar, na zona sul da capital paulista.


Uma causa nobre


No Brasil, 1299 pilotos registrados arrecadaram mais de US$5 mil que serão doados para a pesquisa e tratamento de doenças masculinas, como o câncer de próstata. Já há alguns anos, parte da verba de arrecadação do DGR, que já chega ao total de mais de US$52 milhões no mundo todo, também é destinada aos estudos sobre a saúde mental masculina.


DGR em São Paulo

Dentro do capacete e por baixo da cara de mau de muitos motoqueiros, existem homens que sofrem, muitas vezes calados, males que os afetam física e emocionalmente, e o DGR serve não só para arrecadação de fundos para a pesquisa e tratamento desses males, como também para incentivar os homens a buscarem tratamento.


Os números do DGR no mundo


Esse ano, o DGR aconteceu em 958 cidades ao redor do mundo, em mais de 105 países, reunindo mais de meio milhão de participantes e arrecadando, como já dissemos anteriormente, mais de US$52 milhões.


O evento conta com o patrocínio mundial da montadora de motos inglesa, Triumph, e com parceiros estratégicos, como a ELF Lubrificantes, a fabricante de suporte de celular QuadLock, a empresa de capacetes Hedon, e a empresa de peças para motos CMSNL


Ton e Nay (O Destino Incerto)

O DGR também acontece em parceria com a Movember, que seria a parceira caritativa do DGR, e que é a entidade que busca conscientizar e favorecer a pesquisa sobre a saúde masculina, especialmente sobre o câncer de próstata e a prevenção ao suicídio, além de dar apoio aos homens que estejam sofrendo com esses males.





11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page