top of page

Amortecedor da Harley estourou

Quem é proprietário de motos Harley Davidson modelo touring até o ano de 2017 já deve ter passado por isso, senão talvez ainda vá passar, mas a verdade é que quase todos os confortáveis amortecedores calibrados a ar dessas motos estouram num determinado momento.


Esse mês diagnosticamos esse problema em nossa Street Glide 2012 e partimos para buscar a solução mais de acordo com o orçamento do Portal Gasolina (na verdade, o orçamento do autor que vos escreve).


Já há algum tempo, tinha notado a Street Glide meio dura quando passava por obstáculos, com barulhos refletindo até na frente da moto. Mudava a calibragem dos amortecedores e não alterava muita coisa na prática, e algumas dores na coluna começaram a surgir, mas como a idade também caminha junto com a quilometragem da moto, estava certo de que eram culpa da data de nascimento ou da falta de academia.


Contudo, a última ida até o Tiradentes Bike Fest, em junho passado, tomando uma verdadeira pancada na roda traseira em uma cratera entre os municípios mineiros de S. Vicente de Minas e Madre de Deus que me deixou de cabelo em pé e o traseiro amortecido e o aumento dos barulhos secos ao passar por 3 infelizes fileiras de lombadinhas, daquelas amarelinhas, na rua onde resido, me fizeram parar pra observar melhor os amortecedores.


Eu já devia ter feito isso 30 mil quilômetros atrás, em uma das revisões periódicas, mas a última grande revisão, feita por meu saudoso amigo, Alexandre Corrêa, não indicou problemas na suspensão traseira. Só a dianteira que acabou recebendo mais cuidados e a devida troca de óleo.


Como identificar o problema?

Se você é uma pessoa precavida, carrega sua flanelinha de micro-fibra no bag da moto, e costuma levar sua máquina na Concessionária para tomar um banho caro, certamente eles deveriam verificar a suspensão traseira em determinadas faixas de quilometragem, comparando-a com uma nova, como manda o manual de serviços da Harley.


Agora, no nosso caso, que é semelhante a muitos proprietários de Harley que não levam suas motos a concessionárias depois de vencida a garantia nem que a vaca tussa, o negócio é ficar atento, sem neuroses, a alguns indicadores.


As reclamações da minha garupa preferida, dizendo que minha moto estava mais seca que nossa primeira 883 que tinha aquele par de amortecedores "canela-seca" originais, foi um importante fator de observação. Além disso, nas últimas semanas, podia-se ouvir claramente um bendito "toc toc" na suspensão quando passava por obstáculos que antes não gerariam tal barulho.


Dito e feito! Desmontei a motoca numa operação bem tranquila, que precisou somente da ajuda de uma plataforma, caridosamente emprestada pelo Mateus, da Vale Wash, e um par de ferramentas certas e mandei os amortecedores para a C Motos Racing, especializada em suspensão de motos de todos os tipos.


O diagnóstico foi o esperado: os dois amortecedores estavam estourados e entupidos. Na verdade, o que ocorre com esses modelos de amortecedores da Harley Davidson calibrados a ar é que a borracha dos batentes, com o tempo resseca e se dissolve, se esfarela, e entope os canais por onde deve fluir o óleo da suspensão, fazendo com que o amortecedor perca sua principal função, que é, obviamente, amortecer.


O problema para perceber isso é que, antes que a borracha dissolva completamente e faça o tal "toc toc", você acaba se acostumando com a rigidez da traseira da moto e acha que esse é o "jeitão" dela mesmo. Afinal de contas, as Harleys começaram sendo "rabo duro" e todo mundo fala que Harley é dura mesmo.


Retirada dos Amortecedores

Enfim, o procedimento de retirada dos amortecedores é praticamente moleza. Com um macaco ou plataforma que te permita levantar a moto do chão com segurança, você consegue fazer sozinho. Basta esvaziar o ar que existe nos amortecedores, com auxílio de uma bombinha específica para suspensão e, depois, soltar as mangueirinhas, através de um sistema bem simples de empurrar a travinha e soltar.

amortecedor traseiro da Street Glide com detalhe para a entrada da mangueira de ar
o sistema é bem simples, basta empurrar a travinha vermelha e puxar a mangueira.

Após isso, a única coisa que segura os amortecedores são dois parafusos de 3/4 de polegada com um torque não muito alto.


Para recolocar, basta usar o processo inverso. Com muito cuidado para não virar os amortecedores, pois isso fará vazar óleo pela entrada de ar, parafuse-os no lugar com a ajuda de um torquímetro, para não ultrapassar a força recomendada (não me venha com essa de usar o mãosômetro! Depois você espana o parafusão e não sabe o porquê).

suspensão traseira da Harley Street Glide com foco no parafuso inferior
Parafuso inferior de 3/4 de polegada. Fácil de extrair com a ajuda de uma plataforma.

Aqui, com nossa Black Betty, tivemos a indispensável ajuda do meu amigo Marcelo, da Pumpkin Head Custom Bikes que deu aquele apoio para subir novamente a moto e instalar corretamente os amortecedores.


Após isso, corte 5mm das pontinhas da mangueira de ar que, provavelmente estarão marcadas pela posição que ocuparam no passado e recoloque-as na entrada dos amortecedores, lembrando que não precisa fazer muita força. Basta que você as sinta encostar e pronto, já estão no lugar. Esse corte de 5 milímetros (não centímetros!) serve para que não vaze ar por essas entradas por conta de uma mangueira amassada e ressecada.


Cuidados na calibragem

Depois de reinstalados, basta acoplar a bombinha de ar de suspensão e calibrar conforme manda o manual da moto. No caso, por curiosidade, a Street Glide tem uma calibragem bem mais leve que as Ultras, por conta de uma mola mais grossa e da ausência do tourpack na traseira. E, aqui vale uma ressalva muitíssimo importante: não utilize jamais compressor de ar para efetuar essa calibragem. O sistema é muito sensível e a força empregada por um compressor irá certamente danificar sua suspensão.


Utilize sempre uma bomba de ar específica para suspensão de Harley Davidson por conta da escala que geralmente vai de 0 a 60 PSI, sendo mais fácil você identificar os valores menores que a moto exige. Existem também as bombas de suspensão de bicicleta, que são muito semelhantes, mas suas escalas vão de 0 a 200 ou de 0 a 400 PSI, dificultando muito a visualização de valores como 35 PSI, que seria o ideal da Street Glide com garupa.


bomba de calibragem de suspensão própria para Harley Davidson, com foco na escala de PSI
Segundo o manual, não se deve ultrapassar os 50 PSI nesse tipo de amortecedores.

Trocar ou Recondicionar?

A pergunta que não quer calar é justamente essa: é preciso trocar os amortecedores ou eles aceitam ser recondicionados? Tudo depende do seu orçamento.


Obviamente que amortecedores novos são amortecedores novos, mas como toda Harley quebra em dólar, o preço desses amortecedores é alto. De qualquer forma, eles aceitam tranquilamente o recondicionamento, contanto que seja feito por profissionais sérios e competentes que saibam o que estão fazendo e utilizem produtos de qualidade para substituir os velhos e danificados.


Além disso, ao recondicionar os amortecedores, você talvez ainda possa mudar a mola para uma mais robusta, resguardada a capacidade do amortecedor, e também trocar o óleo por um com maior viscosidade, adequando-o mais às estradas do Brasil e suas características lunares.


Há também a possibilidade de se trocar os amortecedores a ar pelo modelo que equipa as motos touring da HD desde 2017, cujo um lado é um "canela-seca" também, sem regulagem, que fica reservada somente ao lado alternado, mas sem a calibragem à ar dos modelos anteriores. Há quem diga que esses amortecedores novos são nitidamente desconfortáveis em relação ao outro.


Enfim, depois de recondicionados os amortecedores, levei a moto para o teste mais criterioso de todos os tempos, o "teste da garupa", afinal de contas, se ela reclamasse, teríamos que partir para o plano B e buscar uma solução que mais agradasse a esposa, mas deu tudo certo e ela ainda disse que a moto estava mais macia do que quando adquirimos. Um dado que desconfio não ser correspondente à verdade, mas se ela gostou, está ótimo.


Caso você tenha sua moto equipada com esse tipo de amortecedores da Harley e já tenha ultrapassado os 40 mil quilômetros com ele, seria de bom alvitre parar dar uma inspecionada, pois, o problema começa a ficar grave quando se ignora as condições dele e daí começa a danificar o cromo do eixo central do amortecedor. O custo para restaurar isso aumenta razoavelmente. Mesmo assim, ainda continua sendo bem mais em conta que simplesmente trocar os amortecedores.





36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page