top of page

Nasce o "Pequeno Notável"

São Bernardo do Campo, segunda-feira, 02 de abril de 1973.


Oficialmente é lançado o carro médio da Chrysler do Brasil, aquele que fora apresentado no Salão do Automóvel de novembro de 72, O Dodge 1800.


E assim o Dodge 1800 foi apresentado ao grande público do Salão do Automóvel. Foto: Divulgação

Instalada no Brasil desde o final dos anos 60, às margens da Rodovia Anchieta, após adquirir as operações da Simca; a Chrysler produzia, desde 69, carros com os maiores motores já feitos na República das Bananas, o famoso V8 318 polegadas cúbicas, estes motores equipavam os enormes (para os nossos padrões) Dodge Dart e Dodge Charger, ironicamente o menor motor e menor carroceria existente na Gringolândia.


Fachada da Fábrica nos Anos 70. Foto: Divulgação

Já haviam estudos para a produção de um carro médio da marca por aqui, cogitaram um modelo da Mitsubishi e o Avenger da inglesa Hillman, exatamente o escolhido.


O cenário mundial mostrava a primeira grande crise de petróleo, os V8 consumiam direitinho; o cenário interno mostrava as concorrentes lançando novos modelos em seus portfólios. VW apresentaria a Brasília enquanto a Ford, o seu Maverick; paralelo à isto a GM faria aqui, antes do resto da Europa a apresentação do Chevette, que lá se chamou Kadett.


Conseqüência disto a Chrysler se apressou no lançamento e prematuramente colocou o 1800 no mercado, alguns problemas começaram a surgir, natural até nos dias de hoje com lançamentos, porém com o carro nas ruas e nas mãos da imprensa especializada (que não perdoa ninguém) e não nos famosos testes de "laboratório".


Teste dos 30 mil km para a Revista Auto Esporte. Foto: Divulgação

Infelizmente esta atitude prematura foi suficiente para, injustamente manchar a imagem de um excelente carro, diga-se de passagem extremamente superior aos seu concorrentes em vários pontos, com destaque para acabamento interno, conforto, desempenho...


Mas a Chrysler acreditava no seu produto e fez algumas ações para reverter o quadro:

- Em 74 e 75 lançou o Programa Garantia Total, cobria 99,9% dos itens em garantia;

- Em 76 lançou uma campanha de opinião publica e colocou em prática aquelas que fossem pertinentes e mudou o nome do modelo para Dodge Polara; - Em 77 o Dodge Polara foi eleito "O Carro do Ano" pela Revista Auto Esporte.


Capa da Auto Esporte de abril de 77. Foto: Divulgação

Pioneirismos rondam a história do modelo no Brasil:

- Primeiro veículo equipado com motor 1.8; - Primeiro veículo a ser assistido por um programa de Garantia Total;

- Primeiro veículo a ser utilizado em testes utilizando álcool como combustível;

- Primeiro veículo médio a utilizar câmbio automático.



O Dodginho, como ficou conhecido por aqui, ganhou muitos fãs e muitas críticas em seus nove anos de produção; é certo que, quando foi descontinuado, deixou uma legião de órfãos.


Não é comum, mas com sorte, ainda se vê alguns exemplares em uso no trabalho ou gozando de sua merecida aposentadoria em local de destaque em algumas poucas coleções ou, ainda, em passeios e encontros de antigos.



Este breve texto é só uma homenagem do nosso Portal Gasolina aos 48 anos de lançamento deste carro que teve sua produção em nível mundial; vários fabricantes, vários nomes.


Curiosos?

Reino Unido e Austrália - Hillman Avenger

Argentina - VW 1500 - VW Dodge 1500 Brasil - Dodge 1800 - Dodge Polara Estados Unidos e Canadá - Plymouth Cricket França - Talbot Paquistão - Paykan Hunter




135 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page