top of page

A polêmica entre visual e conforto

Se tem um assunto polêmico é a discussão sobre a questão do estilo e da necessidade de conforto, pois existe uma lenda que, ou você tem estilo ou você tem conforto, as duas não andam juntas! Será?


Nas rodas de bate papo entre amigos motociclistas, vira e mexe temos a discussão sobre o banco das motos, uso ou não de bolha, modelo de pneu e suspensão, afinal a queixa sobre o conforto sempre é colocada.


chopper da gas bros

Para alguns o visual e estilo mais agressivo é essencial, mesmo que o conforto fique em segundo plano, porém junto com a maturidade também chegam as dores na lombar, joelhos, entre outros, e é o momento que a polêmica se torna mais acalorada.


Percebe-se que aos mais jovens o visual e estilo falam muito alto, o que vale mesmo é andar “bonito” nas ruas e como se fala na piada, você tem que chegar de lídeeeerrr!

Obviamente que não existe uma regra, mas os pilotos de domingo, que têm a moto muito mais pela curtição de um rolezinho para ir ao bar encontrar os amigos ou aquela voltinha na cidade, o conforto não é exigido e pode-se ter uma motocicleta mais estilosa.


Entretanto, existem diversos motociclistas que gostam de pegar estrada e que usam a moto com mais assiduidade, inclusive, com garupa e, nessa hora, chegar inteiro no fim do rolê é imprescindível.


Principalmente nas motos custom, que muitos pensam serem de fábrica motos super confortáveis, é porque nunca andaram em uma, ainda mais quando se fala das mais atuais que saem das lojas com bancos que são uma verdadeira falta de respeito ao consumidor, sobretudo os bancos de garupa que são verdadeiros violadores legalizados.

Harley Davidson com frente springer

Para quem pega estrada com frequência, outra reclamação é a ação do vento, que para a solução é a instalação de uma bolha (parabrisa), odiadas pela maioria em virtude do visual, mas para quem usa, diz que é vida.


Daí ficam as perguntas, porque as fábricas não fazem motos lindas e confortáveis? Será falta de criatividade dos engenheiros? 


Nesta esteira de perguntas e respostas de gostos diferentes a solução é a customização. Aos que admiram o visual segue a regra do “mete a serra” e, aos que preferem conforto, a solução é trocar o banco, instalar uma bolha, trocar o guidão e por aí vai, importante mesmo é cada um fazer e ter aquilo que mais agrada.

Mas será que dá para unir essas duas situações?


A resposta é: CLARO! 


Porém a trajetória dessa solução não será nada fácil, tão pouco barata, mas é possível por meio de empresas customizadoras você fazer um projeto legal para sua motoca e poder curtir com garupa ou solo uma moto com visual agradável e confortável.


Parece que a utilização, por exemplo, de parabrisas enormes e um pouco sem estética, salvo nos modelos mais clássicos, podem ser alterados por fairings mais modernos, funcionais e estilosos. Os bancos também são trocados por modelos mais confortáveis, bem desenhados e acabados. 


Existe um estudo chamado “fitbike”, assim como nas bicicletas de alta performance é possível fazer o estudo de suas características físicas para adequar elementos na moto e, sua pilotagem será muito mais prazerosa, com a utilização correta de postura no acerto de guidão, pedaleiras, banco e o famigerado parabrisa.


O bom mesmo é ter condição financeira para ter duas motos e agradar gregos e troianos, mas num país em que ter moto já é uma façanha, não vou nem entrar neste assunto.


O mais importante é, moto foi feita para ser usada sem moderação e o gosto é seu, brincadeiras sempre vão existir (ainda bem!), mas quem paga as suas contas é você e por isso ande com sua moto do jeito que te faz feliz, seja você o boyzinho do bar ou o tiozão da estrada.


Bons ventos!


4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page